3.11.08

O diferencial Obama

O diferencial Obama é a sua atitude pós-racialista sem deixar de ser negro.


Obama lida com sua identidade racial como um maestro; ele tem como seu grande trunfo ser filho de um casal bi-racial em que sua mãe uma mulher branca de classe média liberal casou-se com um estudante africano do Quênia e posteriormente com um indonésio criando um legado de respeito e admiração às diferenças.

A imagem “http://seattletimes.nwsource.com/ABPub/2008/04/07/2004333750.jpg” contém erros e não pode ser exibida.

Obama tem em sua identidade bi-racial uma vantagem, ainda que isto ameaçe os sonhos segregacionistas de grupos brancos e negros, ele não deixa de atrair estes grupos numa insólita convergência.

Ambos crêem que a vitória de Obama vá revigorar o orgulho racial que se encontra ameaçado e que MacCein não conseguiria criar este mesmo efeito.

Porém, o que Obama melhor representa na sociedade americana atual é a possibilidade de unir ou talvez refundar a América rompendo com seu paradigma segregacionista.

O apoio a Obama veio se consolidando por ele ser um não-ressentido com o passado escravista norte-americano por ele não descender de escravos, sobre ele não pesa para o imaginário branco norte-americano qualquer culpa histórica.

Obama representa assim o desejo de uma significativa parcela da população branca norte-americana de esquecer ou superar o passado escravista, ele é visto como uma oportunidade para isso.

Com Obama eleito o significado de ser afro-americano vai colocar o debate racial em uma nova dimensão e com um outro signifcado.

Há entre a população norte-americana um aumento do número de mestiços que estão optando por se declararem multiraciais ou biraciais em vez de se considerarem brancos ou negros como foi verificado no censo de 2000 onde 6 milhões se declararam desta forma.

Com isso, o princípio de pureza racial e sua justificativa segregacionista - one drop rule - de que uma gota de sangue negro determina uma identidade racial em termos antagônicos o que vem sendo enfraquecido com as novas gerações.

Contudo, Obama optou por uma identidde negra em vez de ficar indeciso entre duas identidades, mas ao mesmo tempo ele expandiu o significado da sua identidade ao rejeitar uma única base racial e sua noção estreita e reducionistas de uma autenticidade que fosse excludente.


Obama se tornou um incentivo para as pessoas se verem e aceitarem sua mistura racial como positiva; como ele próprio faz ao escolher sua identidade negra sem excluir sua descendencia branca.

E que significados seriam esses de uma identidade negra reconstruída numa perspectiva pós-racial?

Isto certamente vai implicar em que as novas identidades sejam construídas cada vez mais pautadas por valores éticos e simbólicos destituídos de hipocrisias puristas e supremacistas geradoras dos antagonismos opressores sem deixarem de estar referidas em suas diferenças as suas tradições ontológicas.

Fontes:
http://www.latimes.com/news/opinion/la-op-rodriguez17dec17,0,6797537.column?coll=la-opinion-center
http://seattletimes.nwsource.com/html/politics/2004334057_obama08m.html
http://g1.globo.com/Noticias/Mundo/0,,MUL242025-5602,00-BARACK+OBAMA+DA+MISTURA+CULTURAL+A+LUTA+PELA+PRESIDENCIA+DOS+EUA.html

7 comentários:

Rosana disse...

Olá! Sou negra, trabalho com temas ligados às relações raciais no Brasil e confesso que, desde que Obama se candidatou à Presidência dos EUA eu ainda não tinha lido algo que explicasse tão bem essa situação. Parabéns. É muito raro conseguir, na internet, textos que não sejam "incômodos" nessa área: normalmente os textos ou têm cunho racista ou são demasiadamente radicais exaltar a "supremacia" negra.

Musikfabrik disse...

Grande Zé!

É o 'paradigma do macaco' explicado da melhor maneira.

Grande abraço

Cyro disse...

A VITORIA DO IRMÃO BARACK OBAMA É DE GRANDE IMPORTANCIA POIS FACILITARÁ O DIALOGO AS REIVINDICAÇÕES DOS IRMÃOS NEGROS E NEGRAS NORTE AMERICANOS, E COM OS DA DIASPORÁ FORÇADA. PENSO QUE UMA DAS PRIMEIRAS MEDIDAS A SEREM TOMADAS POR TODO POVO PRETO E PRETA NO MUNDO É A TOMADA PELA LIBERTAÇÃO DO IRMÃO MUMIA E QUE ELE SEJE JULGADO POR SEUS PARES.
IRMÃ ROSANA NÃO CONHEÇO NENHUMA "SUPREMACIA NEGRA" EU CONHEÇO A SUPREMACIA BRANCA E TODAS AS SUAS AGRESSÕES QUE DESDE DAS INVASÕES EM AFRICA ORIGINARAM O SOFRIMENTO ATE OS DIAS DE HOJE AO NOSSO POVO, NÃO FOI O AFRICANO QUE ESCRAVIZOU, ESTRUPROU, ASSASSINOU E ENTRE OUTRAS BARBARIDADES, CONHECEMOS MUITO BEM SUAS TATICAS IDEOLOGICAS COMO A MESTIÇAGEM QUE SERVEM COMO AUTO ENGANO DE NOSSO POVO.
O PROBLEMA É QUE AGORA CONVÉM DIZER QUE ELE É MESTIÇO, POIS ESSES HIPOCRITAS RACISTAS INCUBADOS PRECISAM ATURAR O FATO DE O HOMEM MAIS PODEROSO O MUNDO SER NEGRO!
INCLUSIVE SE PRESTAR ATENÇÃO NESTA MATERIA TENDENCIOSA COM UM OLHAR CLINICO VAI PERCEBER. A MESTIÇAGEM COMO IDEOLOGIA DO BRANQUEAMENTO FOI E É MUITO EFICAZ, SABEMOS MUITO BEM DE QUE FORMA SE DEU E SE DÁ A MESTIÇAGEM, ATRAVÉS DO ESTRUPRO FISICO, IDEOLOGICO, CULTURAL, POLITICO, ECONOMICO DE NOSSAS MULHERES NEGRAS.
SABEMOS QUE A MESTIÇAGEM QUE ESTES SENHORES VENDEM É UMA GRANDE FARSA QUE APENAS SERVE PARA VALORIZAR E EMPODERAR OS VALORES DA CULTURA BRANCA EUROCENTRICA.

Anônimo disse...

Excelente seu post. Parabéns.
Uma professora de um grupo de monografia indicou acessar este blog e depois eu resolvi replicar sua fala no meu blog ''www.pateticapoetica.blog.terra.com.br'' e também na lista de discussão da minha sala.
Vc escreve e se expressa muito bem. Gostaria de ver mais escritos seus e de saber quem é ''Ricardo''. Se isso for possível, por favor me escreva um email em mmsec21@hotmail.com
Obrigada

Nijinski Arts Internacional e.V.-Berlin disse...

O grande diferencial de Obama é que ele é negro e nao precisa ficar batendo na mesma tecla o tempo todo.
Assim como Mandela nao precisa dizer que é o "negro Mandela", pois já é. E isto está além de qualquer comentário, paradígma ou referencia. O moderno pensamento negro hoje em dia é a afirmacao e a confirmacao do "si mesmo". E isso perturba em muito os racistas de plantao que buscam justificativas mesticas para explicar o inexplicátivel negro que já o é e nao precisa mais falar. Obama é negro e ele sabe disso e o mundo todo agora sabe disso. As fotos que correm o mundo todo nesses dois dias depois da vitória histórica de Obama sao os registros desse fundamento.

José Amaral Neto disse...

Parabéns! Você conseguiu fazer um texto referência. Isso é História. Abraço. José Amaral Neto, www.uniblog.com.br/joseamaralneto

Unknown disse...

有機食品
有機米
米老大
用品

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails