6.10.12

Cotas raciais nas verbas da cultura

A Ministra Marta Suplicy à frente do Ministério da Cultura, determinou aos órgãos do ministério que lancem em novembro, durante a semana da Consciência Negra editais para criadores e produtores culturais negros. A iniciativa da Ministra é um avanço na distribuição das verbas públicas para os artistas e produtores culturais negros que são tradicionalmente marginalizados do acesso a esses recursos. Certamente, a curto prazo teremos uma nova geração de artistas, produtores e diretores ocupando um lugar de destaque na cena cultural nacional.
Abaixo a nota do Ministério da Cultura publicada em 4/10/2012:

Cultura Afrodescendente

Ministério da Cultura lançará editais para produção cultural por negros
A ministra da Cultura, Marta Suplicy, vai lançar editais com a temática afrodescendente condicionando a produção e criação a produtores e criadores negros.
Com isso, a ministra quer estabelecer novo paradigma em que a cultura, em todas as linguagens apoiadas pelo Ministério da Cultura (MinC), tenha protagonismo dos negros, de fato.
“É uma justa reivindicação da comunidade negra”, diz a ministra, que, segunda-feira, em São Paulo, ouviu, entre as manifestações dos produtores da cultura digital, o desabafo de que a cultura negra é apoiada pelo MinC, mas não é realizada por produtores e criadores negros.
Hoje, em reunião em seu gabinete, com a ministra de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir), Luiza Bairros, a ministra Marta aprofundou a questão. E determinou aos presidentes da Funarte, Antonio Grassi, da Fundação Biblioteca Nacional (FBN), Galeno Amorim, e à secretária do Audiovisual, Ana Paula Santana, que apresentem, até a semana que vem, editais a serem lançados no dia 20 de novembro, Dia da Consciência Negra.
Numa ação conjunta da Secretaria da Cidadania e da Diversidade Cultural e FBN, serão mapeados os pontos de cultura que podem ter por foco a literatura negra. A FBN também vai fazer uma pesquisa sobre hábitos de leitura da população negra.
Lançamento
A ministra Marta Suplicy também falou, hoje, com o diretor-curador do Museu Afro Brasil, Emanoel Araújo, para tratar das atividades de lançamento dos editais e da comemoração do Dia da Consciência Negra, em São Paulo – onde o 20 de novembro se tornou feriado a partir da sanção de projeto de lei da então prefeita Marta Suplicy.
Na conversa com Emanoel Araújo, a ministra pontuou que as atividades precisam sair do museu e ganhar o espaço do Parque do Ibirapuera. Têm de ganhar visibilidade. Para a ministra, é essencial ao país valorizar a cultura negra e dar real oportunidade à comunidade negra de apresentá-la à sociedade, ao Brasil e ao mundo. “Com muita honra, vamos lançar os editais, e apoiar e incentivar a produção da cultura negra por quem é negro”, disse a ministra.
(Ascom/Minc)

Um comentário:

António Jesus Batalha disse...

Meu nome é António Batalha, estive a ver e ler algumas coisas de seu blog, achei-o muito bom, e espero vir aqui mais vezes. Meu desejo é que continue a fazer o seu melhor, dando-nos boas mensagens , e falando daquilo que Deus tem feito em sua vida, que a graça e a paz de Jesus continue a ser derramada em sua vida, e o fogo do Espirito Santo continue a usar sua vida.
Tenho um blog Peregrino e servo, se desejar visitar ia deixar-me muito honrado.
Ps. Se desejar seguir meu blog será uma honra ter voce entre meus amigos virtuais, decerto irei retribuir com muito prazer. Siga de forma que possa dar com seu blo.
Deixo a minha benção e a paz de Jesus.

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails