15.5.09

Os negros apoiariam um terceiro mandato para Lula?

A promessa de um futuro melhor é recorrente da política, dos partidos e dos seus líderes.
Uma dessas promessas e algumas realizações (ainda tímidas) interessa particularmente ao movimento negro. Elas tem sido assumidas pelo governo Lula como a lei 11.645 - lei do ensino afro e indígena e o status de ministério para a Seppir - Secretaria de Promoção da Igualdade Racial. Ainda que em cada avanço se observe uma resistência crescente dos conservadores racistas ameaçados na velha ordem dos seus privilégios - cotas só para eles: as históricas. Reações que se não emperram, ressoam na mídia como se uma possibilidade de avanço na redução das desigualdades raciais fosse uma provocação, uma vingança, um "racismo dos negros".

Estas veiculações são geralmente promovidas pela mídia especialmente da Globo (televisão e jornais) e pela revista Veja ao serviço que se colocam dos herdeiros da velha ordem política brasileira todos fortemente instalados na Cãmara e no Senado. Pela mídia eles são alçados ao estrelato político juntamente com a representação da elite intelectual conservadora: os "113 contra as cotas".

Do outro lado deste poder de feições oligárquicas a hegemonia política se refaz com a ascensão do PT, apesar das críticas sinceras e das falsas críticas. Uma delas chama especialmente a atenção e se deu numa cena da telenovela das 18h "Paraíso" onde o "Prefeito" da cidade após uma conversa com um velho jornalista que volta à ativa na rádio local desabafa numa conversa familiar declarando que o povo é acomodado com a corrupção.
Este discurso numa telenovela chama a atenção pela autoreferência que a televisão faz sobre si mesma colocando-se como portadora, promotora e legitimadora do combate à corrupção. Esta posição é um exemplo do que a mídia hoje busca assugurar com um papel protagonista trazendo para si, muito mais do que a crítica, a instrumentalização da opinião pública, substituindo-a. Com isso desloca o foco da própria corrupção que ela acoberta e promove, mas isto, é apenas a ponta de uma montanha no fundo do oceano.

A questão que quero chegar é como diz o Lula: "- Nunca antes na história deste país...". Será que as realizações e promessas do governo Lula para a população negra brasileira através das medidas diretas e indiretas que veêm assegurando uma certa melhoria na qualidade de vida e padrões de consumo sustentariam um terceiro mandato presidencial?

Entre outras questões importantes mais ou menos atacadas de frente pelo governo Lula se destaca a questão racial que cada vez mais integra a sua agenda política, ainda mais valorizada pela eleição de Barak Obama que o proclamou: "- é o cara!", levando Lula ao feliz arroubo: " a crise foi criada pelo loiros de olhos azuis!"

Em suas críticas de conotação racial Lula vem promovendo uma base para uma nova repactuação da hegemonia na sociedade brasileira para substituir a antiga ordem em que
o racismo assegura posições privilegiadas de amplos setores sociais que falseada pelo mito da democracia racial o movimento negro não aceita mais.

Diante deste cenário, também se pauta a questão do terceiro mandato do Lula que retorna à cena política por iniciativa de um deputado do PT após a comemoração dos 50 anos do Sindicato dos Metalúgicos na qual ele é sem dúvida, a grande figura política.
Pode até ser ressaca política da festa, mas o quadro de crise, a aparente frágil saúde da pré-candidata Dilma Roussef, a não existência de uma outra candidatura alternativa não contribuem para isso?

O que você acha, qual é a sua opinião?
Responda a enquete ao lado: você é a favor de um terceiro mandato para o Lula?
Resultado: Sim: 12 votos-50%; Não:10 votos-41%; Não Sei:2-8%

Um comentário:

Marcelo C.Henrique disse...

Amigo, confesso que fico em dúvidas a respeito de um terceiro mandato par o presidente Lula. A lei que permite a cota para negros não é ruim, mas fico pensando em seus efeitos colaterais. Será que as pessoas que não se denominam negras estão aceitando essa lei democraticamente? ou estão a interpretando como uma discriminação a sua cor?

Por outro lado, percebemos que, o que deve ser mudado mesmo é as condições do ensino com oportunidades iguais para todos. Nesse sentido está tramitando no Congresso Nacional um projeto de lei de autoria de Cristovão Buarque
que obriga todos os filhos de políticos a estudarem nas escolas públicas. será que passa?

Uma coisa tenho certeza, que o ensino na Éscola Pública iria melhorar da noite para o dia, isso iria.
De qualquer forma amigão, fico encima do muro, mas também não critico a lei sancionada pelo presidente, dando a cota aos negros,pois no momento, de nada adianta criticar se não existe uma alternativa melhor certo?

Abraços meu grande amigo. Continue escrevendo, gosto muito de suas publicações. Estive ocupado algumas semanas , mas já estou de volta. Se souber de alguma caminhada turística pela cidade do RJ me informa por favor.
Um forte abraço!

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails